Nutrição Funcional, um conceito mais direcionado a você e a sua saúde!

Nutrição Funcional atua corrigindo os desequilíbrios do organismo de cada indivíduo, ou seja, na prática engloba tanto a prevenção, como o tratamento de doenças, focalizando os aspectos bioquimicamente únicos de cada indivíduo, montando intervenções para restaurar o equilíbrio fisiológico e bioquímico de cada um, levando ao bem estar.
A partir da anamnese alimentar e do rastreamento metabólico realizados durante a consulta podemos identificar possíveis desequilíbrios na alimentação, emocional, no sistema imunológico, além de disfunções endócrinas e gastrointestinais, e após análise dos dados, indicar qual é a melhor dieta para o indivíduo, já que nossas dietas são individualizadas.
Portanto, antes de sair comendo certos alimentos conhecidos por terem efeitos benéficos a nossa saúde, é necessário saber se o alimento ingerido é realmente bom para o seu organismo. Muitos alimentos, depois de serem consumidos por algumas pessoas, podem causar reações alérgicas, como dores de cabeça, problemas gastrointestinais, sonolência, mudança de humor constante, fadiga, constipação, entre outros. Esses sintomas podem se manifestar logo apos a ingestão, ou demorar um tempo para aparecerem.
Por isso, o aconselhável é sempre procurar uma nutricionista funcional, antes de iniciar sua reeducação alimentar, ela é a pessoa mais adequada para orientar você.

A nutrição funcional ajuda nos tratamentos:

– Estéticos (celulite, unhas fracas, queda de cabelo);
– Alergias alimentares;
– Sintomas da TPM e menopausa;
– Candidíase e problemas fúngicos;
– Redução do cansaço e no aumento da disposição;
– Do stress e ansiedade;
– Redução da vontade por doces e carboidratos;
– Nos processos digestivos;
– Desintoxicação do corpo (dieta detox);
– Diminuição da irritabilidade;
– Diminuição das crises de dores de cabeça;
– No emagrecimento;
– Da psoríase;
– Renite e sinusite;
– Osteoporose e osteopenia;
– Sindrome metabólica;
– Doenças cardiovasculares;
– Entre outros.

PORTANTO QUAL A DIFERENÇA ENTRE A NUTRIÇÃO FUNCIONAL E A TRADICIONAL?

No Brasil, a nutrição Funcional começa a ganhar espaço e cada vez mais adeptos, pois as pessoas não procuram só pela perda de peso, mas também para ter uma melhor qualidade de vida e principalmente vitalidade. Mas então, qual é a diferença entre a funcional e a tradicional?
A grande diferença é que a funcional estuda a individualidade bioquimica de cada pessoa, ou seja, permite com que o nutricionista possa prescrever uma dieta mais personalizada, para isso precisamos conhecer o nosso paciente profundamente.
Durante a consulta, os pacientes respondem a um questionário sobre vários assuntos, como, por exemplo, está o funcionamento intestinal, se as unhas estão fracas, apresenta muita queda de cabelo, alteração de humor, tensão pré menstrual, ansiedade. A partir das respostas, os sintomas apresentados são relacionados com a carência ou excesso de nutrientes do nosso organismo e reequilibrados através da alimentação, suplementos vitamínicos e probióticos.
Outro diferencial, é que a nutrição funcional não se preocupa em contar calorias, e sim com que o paciente esteja ingerindo alimentos de qualidade. Em muitos casos há necessidade de excluir por um período certos alimentos,  como os que contém glutén, o leite e seus derivados, já que são alimentos que causam inflamação no nosso organismo e, se consumidos em excesso levam ao aparecimento de várias doenças e sintomas, entre eles a prissão de ventre, insônia, aumento de peso, acne, celulite. Mas claro, vale lembrar que cada pessoa tem seu organismo funcionando de um jeito, e o que pode dar certo para uma pessoa pode não dar resultado para a outra. Por isso, o aconselhável é sempre procurar uma nutricionista funcional!

Telefones: (11) 4106-8054 / 9.9938-6990
E-mail: consulta@erikachuqui.com.br